Senador defendeu parceria de presidente e governador para as eleições e atacou prefeito: “Corrupto”

O senador Fábio Garcia (UB) defendeu o alinhamento entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o governador Mauro Mendes (UB) para as eleições deste ano.

Ele também revidou o ataque do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) que, logo após Bolsonaro confirmar estar “fechado” com Mendes, provocou: O “Bolsonaro não sabe a fria em que ele está entrando”.

‘Fria’ é ter 7 secretários presos ou afastados pela Justiça por corrupção e ser flagrado enfiando dinheiro no paletó
“Na verdade, ‘fria’ é ter 7 secretários presos ou afastados pela Justiça por corrupção. Fria é ter em nosso Estado um político que, mesmo flagrado colocando dinheiro público no bolso do paletó, ainda segue no poder”, disse Garcia.

“E mais: fria é ter um prefeito corrupto que abandonou Cuiabá, aparelhou e sucateou a Saúde, deixou a cidade toda esburacada e com dívidas milionárias. Isso sim é fria!”, completou.

Ao anunciar a parceria com Mendes, Bolsonaro declarou: “Mato Grosso é um Estado importantíssimo para o Brasil, e a harmonia entre eu e Mauro Mendes não interessa apenas a Mato Grosso, mas o mundo todo. Então, estamos fechados e vamos tocar o barco aí”.

O senador ressaltou a coerência de Bolsonaro em firmar parceria com Mendes.

“O governador faz uma gestão irretocável, avançado muito em todos os setores, sobretudo o social e na infraestrutura. Além disso, ele garante toda a segurança para que a economia de Mato Grosso continue crescendo, principalmente no agro, e tendo papel preponderante na balança comercial”, afirmou.

“Portanto, esse tipo de ataque do ‘prefeito do paletó’ é puro desespero”, completou.