logo

Nesta semana, Rondonópolis voltou oa centro das atenções em Mato Grosso e até no país. Uma ligação do ex-presidente Lula ao prefeito do município, José Carlos do Pátio (SD), para se filiar ao PT e até disputar o governo de Mato Grosso m 2022 deu muito o que falar.

Mal sabia o prefeito, que após a repercussão desta ligação telefônica, o próprio estaria mais uma vez envolvido em uma operação policial.

Na quinta-feira (20), o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) deflagrou a Operação Espaço Comum, que tem como alvo a Cooperativa de Trabalho do Vale do Rio Teles Pires (Coopervale).

Segundo as investigações, a cooperativa era contratada para prestar serviços a prefeituras, mas depois parte do pagamento era “devolvido” a políticos. Uma destas prefeituras, claro, é a de Rondonópolis, cujo prefeito está na segunda gestão.

O município de Rondonópolis, que foi o foco da operação, possui o contrato mais vantajoso para a cooperativa.

Agora é esperar o resultado da operação, que teve busca e apreensão. E, claro, já preparar a defesa.