Olhar Direto
O prefeito Kalil Baracat afirmou que se Várzea Grande tivesse mais doses de vacina contra Covid-19 disponíveis, toda população da cidade industrial teria sido imunizada. Até o momento, foram aplicadas 96% de todas as doses recebidas, segundo relatório do Governo Estadual.

 

“Somente nesta última terça-feira, 20, Várzea Grande aplicou 3,5 mil doses de vacina, um número expressivo para um dia de semana, das 8 horas da manhã até às 22 horas”, comemorou o prefeito. 

Com uma média diária de mais de 2,5 mil vacinas aplicadas, Várzea Grande está alterando seu planejamento na campanha de imunização. O público-alvo que é quem escolhe um dos quatro locais de vacinação, o Ginásio Júlio Domingos de Campos (Fiotão); o Parque Berneck; o Centro Universitário Várzea Grande – UNIVAG ou o Miniestádio do Jardim dos Estados.

Para o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros, como se trata de uma pandemia, que tem toda uma dinâmica especial, estão sendo implementadas medidas com suas particularidades.

“Como percebemos a existência de públicos distintos, que frequentam os diversos pontos de vacinação, seja por meio de drive-thru ou ponto fixo, fizemos planejamentos de conformidade com o perfil deste público, logo teremos no Ginásio do Fiotão maiores chances de demora em cumprir as faixas etárias”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros.

Segundo Gonçalo de Barros, a cada dois ou três dias, Várzea Grande vai fazer alterações em seu planejamento de vacinação, desde o calendário, passando pelas faixas etárias e insistindo no Resgate Cidadão para vacinar aqueles que por qualquer motivo perderam a primeira ou a segunda dose da vacina de 60 anos acima.