https://www.folhamax.com/

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Juca do guaraná Filho (MDB), e o vereador Dilemário Alencar (Podemos) bateram boca durante a sessão desta terça-feira (18).  A discussão começou por causa da realização do plebiscito articulado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), para escolha entre o modal VLT ou BRT.

O embate começou após o vereador Dídimo Vovô (PSB) defender a realização do plesbicito e afirmar que a população precisa ser ouvida. Em seguida, Juca concordou com o parlamentar e disse que a Câmara não ficaria de braços cruzados, e que eles estavam “igual beija-flor tentando apagar o fogo da floresta com pouca água no bico”.

Na sequência, Dilemário rebateu dizendo que o prefeito foi infeliz ao dizer que a Câmara faria um plebiscito. Ele apontou que a consultar à população custaria, no mínimo, R$ 3 milhões.

“Como assim o prefeito vem para estabelecer a vontade dele e pede ao presidente e aos vereadores da base que realizem plebiscito? Estou esperando para ver se a Mesa Diretora vai bancar esse plebiscito. Porque o prefeito não banca o plesbiscito? Porque a Assembleia não banca? Vamos pegar esses R$ 3 milhões e comprar em vacinas, comprar cestas básicas para a população carente. Conversa fiada!”, detonou Dilemário.
O vereador do Podemos ainda afirmou que se a Câmara fizesse isso, mostraria que é um “puxadinho do Alencastro”. Em seguida, o tempo do vereador acabou e áudio do parlamentar foi cortado. Juca disse que ele estava “gritando à toa”.

Thank you for watching

O presidente continuou dizendo que daria mais um minuto para que Dilemário continuasse falando, mas ele não destravou o som.  Juca então disse que ele, provavelmente, estaria gravando um vídeo para as redes sociais, para mostrar que estava bravo.

Nesse momento, Dilemário reestabeleceu o som e começou o bate boca. “O senhor me respeita presidente, me respeita rapaz. Não estou de brincadeira aqui, aqui não é lugar de brincadeira não, rapaz”.

Juca rebateu, dizendo que o vereador queria se aparecer. “Primeiro o senhor tem que virar presidente, o senhor apresenta requerimento aqui e tem só o seu voto, tamanho o respeito que o senhor tem nessa casa, de tão respeitado que vossa excelência é”, rebateu Juca.

Os dois continuaram a discussão e Dilemário gritou que plebiscito era rasgar dinheiro.  Juca disse “corta o áudio desse vereador melancia aí”. Em seguida, a sessão foi suspensa.