O empresário Dirceu Luiz Pedroso Júnior afirmou na CPI dos Medicamentos Vencidos, na Câmara de Cuiabá, que a empresa Norge Pharma não tem responsabilidade sobre a grande quantidade de produtos com prazo de validade expirado encontrados no depósito da Prefeitura de Cuiabá.

A declaração desagradou vereadores de oposição, como Dilemário Alencar (Podemos), segundo o qual Dirceu Júnior mentiu.

A Norge Pharma possui contrato firmado com a Secretaria Municipal de Saúde para fazer a gestão do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC).

“Como não tem nenhuma culpa? Isso não é verdade, pois já está mais do que comprovado que medicamentos venceram no CDMIC sob a gestão da Norge Pharma. É um absurdo ele dizer que não tem culpa nenhuma, pois a empresa dele já recebeu da Prefeitura mais de R$ 11 milhões”, disse o vereador.

O parlamentar lembrou que a empresa foi contratada pela Secretaria Municipal de Saúde em janeiro de 2020 para o gerenciamento do CDMIC, e que milhares de medicamentos foram encontrados vencidos com datas de validade dos meses de novembro e dezembro de 2020.

Já em 2021, também foram encontrados remédios vencidos com a data de janeiro, fevereiro e março, como o antifúngico chamado Ambisone, cuja caixa com dez ampolas custa mais de R$ 22 mil.

“A CPI vai ter que comprar um detector de mentiras. Na última quarta-feira quem também faltou com a verdade foi o ex-secretário de Saúde Luiz Antônio de Carvalho, quando disse que com a terceirização da gestão do CDMIC para a Norge Pharma foi resolvido o problema de medicamentos vencidos. Outra balela!”, afirmou,

“A verdade é que a Norge Pharma foi contratada por ele pelo valor de R$ 19,2 milhões, mas medicamentos continuaram a vencer. Estão zombando da cara do povo cuiabano com essa grave situação de remédios vencidos, que certamente levou a óbitos muitas pessoas”.

Ainda durante o depoimento, Dirceu Júnior afirmou também que todos os medicamentos que venceram na vigência do contrato com a Prefeiotura havoiam sido adquiridos antes da empresa assumir o CDMIC.

Veja o vídeo divulgado pelo vereador: