Governo do Estado publicou anteprojeto na terça-feira e vai realizar audiências para discutir implantação

O anteprojeto do BRT (Bus Rapid Trânsito) para a Grande Cuiabá, divulgado na terça-feira (14) pelo Governo do Estado, traz detalhes de como será o modal de transporte que substituirá o VLT.

O documento, que será discutido em audiências públicas nesta semana, detalha como serão os três terminais a serem instalados no CPA, Coxipó e André Maggi e as 46 estações ao longo das duas cidades.

O Terminal CPA será implantando na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, conhecida como Avenida do CPA, na Capital. Terá como função principal a integração de passageiros entre as linhas de ônibus e do BRT.

O anteprojeto prevê reserva de áreas para canteiros arborizados. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), o paisagismo terá “importância especial”.

O terminal contará com plataforma de embarque e desembarque, edifícios de apoio, conjunto de escadas, rampas e elevador, guarita e reservatório de água.

Reprodução

TERMINAL CPA

Terminal do BRT será implantado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça

O Terminal Coxipó será construído na Avenina Fernando Corrêa da Costa e vai ocupar exatamente a mesma área de terreno disponibilizada para implantação do terminal do sistema VLT.

A estrutura terá duas entradas e saídas de veículo na avenida, atendendo de forma independente as linhas de ônibus das regiões sul e norte. Os ônibus do BRT usarão os acessos ao norte para entrada e saída do terminal.

Já o novo Terminal André Maggi será construído no mesmo local onde já existe uma estrutura com o mesmo nome, em Várzea Grande.

O antigo terminal será demolido completamente e as estruturas de circulação de ônibus e pedestres existentes serão reorganizadas conforme o novo projeto para atender as demandas de implantação do Sistema BRT.

Estações 

As 46 estações, que serão construídas em pontos estratéticos de Cuiabá e Várzea Grande, também foram ilustradas em 3D no anteprojeto.

Elas foram divididas em nove tipos: bidirecional fechada, bidirecional aberta, unidirecional fechada, unidirecional aberta, unidirecional aberta reduzida, lateral aberta, abrigo lateral, abrigo lateral compacto e estações especiais.

Uma das premissas é de que nas estações de maior demanda o ambiente seja climatizado.

Nas estações bidirecionais, o embarque poderá ser feito nos dois sentidos.

Em Várzea Grande, uma das estações será implantada próximo à Escola Estadual Professora Adalgisa de Barros e outra perto do aeroporto, onde a estrutura que já existe no local – construída para o VLT na época da Copa do Mundo de 2014 – será reformada.

Reprodução

TERMINAL ANDRÉ MAGGI

Anteprojeto também prevê construção de terminal em Várzea Grande

Vários locais de Várzea Grande, como a Avenida da FEB, terão uma das estações descritas no anteprojeto.

Em Cuiabá, haverá estações na Avenida Tenente Coronel Duarte, perto do Shopping Popular e no Morro da Luz, entre outros pontos.

A Estação Mato Grosso será construída na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, onde também ficará localizada a Estação Miguel Sutil.

Em frente ao Shopping Pantanal, será a Estação Centro Político.

De acordo com o anteprojeto, a Avenida Getúlio Vargas também será um dos pontos com as novas estações em Cuiabá.

O documento será apresentado em oficialmente em audiências públicas a serem realizadas em Cuiabá e Várzea Grande nesta quinta e sexta (16 e 17), respectivamente.