Novo líder do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) na Câmara de Cuiabá, o vereador Mário Nadaf (PV) saiu em defesa do sistema de vacinação contra Covid-19 implantado na Capital, afirmando que o município está à frente de cidades como Goiânia e Brasília.

Nadaf assumiu o posto no lugar do colega Marcrean Santos (PP), que tirou licença para tratamento de saúde.

Segundo ele, a oposição insiste em apontar falhas, mas as poucas remessas enviadas à Capital foram o grande entrave encontrado pelo Município.

“A campanha não está ruim em Cuiabá. O pessoal insiste em dizer que há milhões de problemas, mas quando a gente mostra os números, compadece. Na verdade, temos recebido poucas doses. Não adianta ter muitos postos se não teremos mais vacinas”, disse.

A campanha não está ruim em Cuiabá. O pessoal insiste em dizer que há milhões de problemas, mas quando a gente mostra os números, compadece
De acordo com Nadaf, Cuiabá está à frente de Goiânia e Brasília e perde, no Centro-Oeste, apenas para Campo Grande. “Oras, mas Campo Grande tem quase o dobro de doses recebidas”, completou.

O vereador afirmou que com a transferência do sistema drive-thru do Centro de Eventos do Pantanal para o Sesi Papa e a abertura de um posto idêntico na UFMT e um posto integral no Sesc Balneário, a vacinação deve acelerar substancialmente na Capital.

“Teremos as quatro regiões atendidas e não tenho dúvidas de que irá agilizar bastante”, disse.

“É tudo muito novo para a gente, mas tenho certeza que agora vamos dar velocidade. E a ideia também é abrir aos finais de semana”, afirmou.

Atuação de secretária

Questionado sobre o pedido de exoneração da secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix, feita pelo vereador de oposição Dilemário Alencar, Nadaf minimizou, afirmando que ela “tem sido permanentemente aberta ao diálogo”.

“[O pedido de Dilemário] é muito palanque. A secretária tem procurado corrigir todas as falhas apontadas, sem sombra de dúvida. Ela já esteve na Câmara, foi sabatinada pelos vereadores, respondeu a todas as perguntas”, defendeu.

Comparação

Sobre a comparação feita pelo vereador da Capital em relação às capitais de Goiás e Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, dados do Ministério da Saúde apontam que Cuiabá já recebeu 122.067 doses de vacina, tendo já aplicado, até esta quinta-feira (15), 79.028 delas (64%), conforme vacinômetro atualizado pela Prefeitura.

Campo Grande, por sua vez, recebeu 205.806 doses até o momento, tendo aplicado 195.202 (94,8%).

Já Goiânia recebeu 628.632 doses e aplicou 228.067 (36,3%). Os lotes enviados para Brasília, por sua vez, somam 632.310 doses, das quais 361.059 (57,1%) já foram aplicadas.