A Rússia registrou, nesta quinta-feira (6), uma vacina de dose única batizada de Sputnik Light. Segundo comunicado oficial, a eficácia do imunizante foi de 79,4% a partir do 28º dia após a aplicação.

Os dados preliminares dos testes da primeira e segunda fases indicam que houve produção de anticorpos em 96.9% dos voluntários e anticorpos neutralizantes do vírus em 91,67% dos que receberam a dose.

A incidência de Covid-19 entre os vacinados a partir do 28º dia da aplicação foi de 0,277%. No mesmo período, a incidência da doença em pessoas que não foram vacinadas foi de 1,34%. 100% dos voluntários desenvolveram imunidade celular à proteína do coronavírus. Nenhum evento adverso foi relatado.

A terceira fase de testes, lançada em fevereiro, está em andamento na Rússia, Emirados Árabes Unidos, Gana e outros países, e envolve 7 mil voluntários. Os resultados preliminares devem sair ainda nesse mês.

O governo russo afirmou que a Sputnik Light não exige condições especiais de armazenamento e logística, e o valor de venda é de menos de US$ 10.