A CPI que vai investigar exclusivamente as irregularidades que teriam sido praticadas pelo governo federal durante a pandemia, proposta pelo pelo senador Randolfe Rodrigues, do Amapá e que conta com trinta e quatro assinaturas, não teve o apoio de nenhum dos três representantes de Mato Grosso no Senado Federal.

 

Jayme Campos, Wellington Fagundes e Carlos Fávaro, assinaram apenas o pedido da CPI, que pretendia estender a investigação para governadores e prefeitos. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco anunciou que a Comissão Parlamentar de Inquérito vai investigar as ações e omissões do governo federal. No caso de estados e municípios, a fiscalização deverá se limitar aos recursos que foram repassados para que fossem utilizados no combate a pandemia.
A investigação de governadores e prefeitos foi uma cobrança feita pelo presidente Jair Bolsonaro ao senador Jorge Kajuru, de Goiás, numa conversa por telefone e que foi divulgada por toda a imprensa. Portanto, a posição dos três senadores de Mato Grosso é exatamente a mesma do Palácio do Planalto.