A secretária de Saúde de Cuiabá, Ozenira Félix, falou sobre a situação “desesperadora” que o sistema de saúde – especialmente os profissionais da linha de frente – têm vivido diante da segunda onda da covid-19.

Em coletiva nesta terça-feira (9), a secretária pediu consciência à população e pediu apoio da imprensa neste sentido. “É preciso que a população repense e a imprensa nos ajude nisso. Vocês não têm noção do que é ver uma pessoa intubada, é muito difícil”, lamentou.

Atualmente, há 31 pacientes da covid-19 aguardando um leito de UTI para tratar a doença, já que os hospitais estão lotados. O prefeito anunciou a abertura de mais 20 UTIs e 59 enfermarias, mas Ozenira destaca que sem o engajamento da população, nada poderá resolver.

“Tem sido uma missão muito difícil trabalhar no combate à pandemia. Sábado, domingo, não tem feriado. É uma situação crítica e desesperadora. Precisamos que a população nos ajude. Se não tiver a compreensão da população de que é necessário o isolamento, não vamos conseguir”, afirmou.