O governador Mauro Mendes (DEM) debochou sobre a possibilidade de enfrentar o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), nas urnas em 2022, caso os dois decidam se candidatar ao governo de Mato Grosso. “Quer pular do barco”, ironizou o chefe do Executivo estadual.

Antes aliados, agora os rivais protagonizam diversas brigas por meio de criticas e alfinetas pela imprensa. A mais recente é a troca do Veículo Leve sob Trilhos (VLT) para o BRT (ônibus de trânsito rápido, em inglês), anunciada pelo democrata em dezembro de 2020.

“Ele deve estar desanimado com a prefeitura que assumiu de um tal Emanuel Pinheiro, que pegou uma prefeitura quebrada. Deve estar desanimado com tantas confusões e problemas que tem lá dentro. Quer pular do barco já”, debochou Mendes.

Emanuel foi reeleito em novembro de 2020, em disputa acirrada com o ex-vereador Abílio Júnior (Pode). Nesta eleição, grupos de Mauro atuaram fortemente contra a candidatura do emedebista.

Porém, tanto o prefeito quanto o governador não confirmam a possibilidade de disputarem o Palácio Paiaguás em 2021. Nesta semana, contudo, o chefe do Executivo municipal sinalizou que pode encabeçar uma chapa.

“Se for plano de Deus na minha vida ser candidato, para mudar esse modelo injusto que administra para poucos, que não ouve a população, persegue e debocha da cara dos servidores, que enfraquece os serviços públicos, que sacrifica o setor produtivo, que tem obras abandonadas, de um Estado inerte, de um governo perdido, que ainda não disse a que veio, nós vamos defender essa bandeira”, disse Emanuel, em entrevista à Rádio Nazareno, nesta segunda-feira (15).