Trinta dias após a morte da ex-presidente do Serviço de Saneamento Básico de Rondonópolis (Sanear), Terezinha Silva de Souza, o prefeito José Carlos do Pátio se reuniu na sede da Autarquia para conversar com servidores. O encontro aconteceu na manhã desta segunda-feira (15).

Na ocasião, o chefe do Executivo Municipal destacou que conversou com o governador Mauro Mendes ainda durante o velório de Terezinha, solicitando o total apoio das forças de segurança do Estado nas investigações e solução do crime.

Ainda nesta manhã, o prefeito falou da grande perda com a morte da diretora, que esteve à frente da autarquia na primeira e segunda gestões na Prefeitura de Rondonópolis. Pátio espera que as investigações, que correm em sigilo, tenham rápido desfecho.

O crime ocorreu em no último dia 15 de janeiro. Um motorista da empresa levava a vítima para o trabalho quando, ao parar em um semáforo, dois homens em uma motocicleta se aproximaram e efetuaram vários disparos.

Terezinha chegou a ser socorrida, porém não resistiu.

Um suspeito de envolvimento no assassinato chegou a ser conduzido à delegacia no dia 17, após denúncia anônima realizada à Polícia Militar. Ele negou qualquer participação no crime e disse que estava em casa no momento da execução.

Além disso, a moto do homem não era a mesma usada pelos criminosos. Ele acabou solto no mesmo dia.

No dia 27 de janeiro, um segundo homem foi preso, mas ele também não teria participação no crime.