Em uma partida ruim e que só ganhou emoção no segundo tempo, Palmeiras e São Paulo empataram sem gols nesta quinta-feira (20), no Allianz Parque, pela partida de ida das finais do Campeonato Paulista. Como não há gol qualificado na decisão do Paulistão, qualquer empate no domingo (23), quando as duas equipes voltam a se enfrentar no Morumbi, leva às penalidades.

O primeiro tempo foi ruim do ponto de vista técnico, com poucas chances de gol criadas. A melhor chegada do Palmeiras foi num erro de saída de bola do São Paulo, mas Luiz Adriano parou na defesa de Tiago Volpi. Fora isso, tanto o goleiro tricolor como Weverton pouco trabalharam.

Na volta do intervalo, mais do mesmo. O São Paulo tinha posse de bola, mas sem Benítez e Daniel Alves — ambos saíram machucados — faltava criatividade. A defesa do Palmeiras encurtava bem os espaços e as melhores oportunidades surgiam da bola parada e dos chutes de fora da área.

A grande chance do time de Abel Ferreira no segundo tempo foi justamente pelo alto. Em cobrança de escanteio venenosa de Scarpa, Renan subiu bem e deu a casquinha. A bola, porém, passou raspando a trave de Volpi e saiu pela linha de fundo.

No balanço da partida, quem ficou mais próximo do gol foi o Palmeiras. As chances que mais levaram perigo foram do lado alviverde e até as mudanças promovidas por Abel Ferreira surtiram mais efeito que as de Hernan Crespo.

O São Paulo, que tinha dificuldades para ameaçar o gol de Weverton, deu um susto no goleiro palmeirense nos minutos finais. Gabriel Sara recebeu na esquerda e, mesmo de muito longe, chutou com perigo e carimbou a trave.

Próximos confrontos

Os dois times voltam a campo no próximo domingo (23), às 16h, no Morumbi, pelo jogo de volta das finais do Campeonato Paulista. Qualquer empate na segunda final leva a decisão para os pênaltis.