O vereador de Cuiabá e presidente da Comissão de Saúde da Câmara, Ricardo Saad (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (03.01), que antes da inauguração do Novo Pronto-Socorro da Capital pediu para que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) desistisse da cerimônia pelo fato da unidade não estar concluído.

Já os vereadores de oposição Abilio Junior , Diego Guimarães, Felipe Wellaton, Marcelo Bussiki, Dilemário Alencar, reafirmaram a ilegalidade da inauguração e por isso as medidas legais serão tomadas para responsabilizar o prefeito por improbidade administrativa. O verador Abilio Junior afirmou que a obra não tem alvará, habite-se nem projeto de prevenção e combate a incêndio, portanto está sem condições de funcionamento e foi inaugurada mesmo assim. O parlamentar ressaltou que esta foi uma visita “chapa branca”, não uma fiscalização, já que a SMS mostrou apenas o que quis, evitando as áreas inacabadas.

Com a visita ontem, ficou provado que a inauguração foi ilegal. Acredito,na falta de orientação, já que o mesmo pode vir a funcionar por etapas, e depois ser inaugurada.

Devemos analisar, que varias obras inacabadas em nosso Estado, principalmente em nosso Município (Cuiabá). Tenho a esperança que o novo presidente da Câmara dos Vereadores, sendo homem justo e cristão não venha envergonhar os vossos eleitores.

creditos: caldeirão politico, Samanta Iris, Silvana Brunini foto:Vicente Aquino

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here