As 12,9 mil doses da AstraZeneca da nova remessa recebida nessa sexta-feira (26) serão utilizadas na primeira aplicação nas comunidades tradicionais quilombolas e idosos entre 65 e 69 anos. Já as 42 mil doses da CoronaVac contemplarão trabalhadores da saúde e idosos entre 65 e 74 anos.

A logística foi definida e aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB) em resolução que estabelece a distribuição, o armazenamento e a aplicação das 54,9 mil doses de vacina contra a Covid-19 recebidas nessa sexta-feira (26) no estado.

As definições seguem orientação do Ministério da Saúde.

A distribuição aos municípios já foi iniciada. Os municípios deverão acompanhar os imunizados com a primeira dose para que esses possam receber prioritariamente a segunda dose dentro do período estipulado.

Para a vacina CoronaVac, o prazo para a aplicação da segunda dose varia entre 14 e 28 dias; já o prazo da aplicação da segunda dose da AstraZeneca é de até 84 dias.

A resolução também pactua a distribuição de 610 doses remanescentes de Coronavac, que foram recebidas em remessas anteriores e mantidas como estoque estratégico.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde.

Até o momento, Mato Grosso já recebeu 447.960 doses de imunizantes contra a Covid-19.