Uma moradora de Andradina, em São Paulo, ligou para a Polícia Militar e fingiu pedir uma pizza para denunciar violência doméstica sem que o marido descobrisse. O atendente percebeu que não se tratava de um trote devido à insistência da vítima e enviou uma viatura. As informações são da TV TEM.

Quando os policiais chegaram, encontraram o suspeito em frente à propriedade, mas ele agiu rápido e conseguiu fugir. A polícia realizou buscas pelo bairro mas não conseguiu localizá-lo.

De acordo com informações da PM, a vítima contou que sofria ameaças de morte direcionadas a ela e aos seus filhos. Ela pediu ainda que os policiais analisassem uma motocicleta deixada na por ele em casa, e as autoridades descobriram que o veículo era um produto furtado.

A ocorrência foi registrada como violência doméstica, ameaça, localização e apreensão do veículo.

CONFIRA A TRANSCRIÇÃO DO TELEFONEMA:

Atendente: “Polícia Militar, emergência.”

Vítima: “Boa noite, tem como vocês entregarem uma pizza, fazendo o favor?”

Atendente: “A senhora está ligando para a Polícia Militar.”

Vítima: “Eu sei. Andradina.”

Atendente: “Qual o seu nome?”

Vítima: “Não.”

Atendente: “Tem alguém armado aí? Faca?”

Vítima: “Mais ou menos. Traz uma pizza de…”

Atendente: “Você precisa de socorro médico ou não?”

Vítima: “Não.”

Atendente: “Ok, foi cadastrada a ocorrência.”

Vítima: “Obrigada.”

Atendente: “Disponha.”