Morreu no final da noite desta quarta-feira (10), às 23h30, a Amália Curvo de Campos, aos 96 anos, mãe do ex-governador Julio Campos (DEM) e do senador Jayme Campos (DEM) em decorrência de complicações provocadas pela covid-19.

Em uma postagem no Facebook,  o ex-governador Julio Campos relatou parte da história de vida da dona Amália.

Ela foi mãe de outros 8 filhos, avó de 23 netos e bisavó de 30 bisnetos.

Ela foi a primeira enfermeira e fundou o primeiro Posto de Saúde de Várzea Grande.

Por 20 anos, Amália Curvo foi presidente da Sociedade de Proteção a Maternidade e Infância de VG.

Exerceu por duas vezes as funções de primeira-dama de Várzea Grande na administração de Júlio Domingos de Campos, o seu Fiote.

Participou ativamente da Política Mato-grossense, sendo fundadora do PSD, ARENA, PFL e DEM.

Por motivo da covid-19 não haverá velório, o sepultamento será no Cemitério Central São Francisco, em Várzea Grande, às 11h30.

“Tenho certeza que já está nos braços de DEUS e da Virgem Maria. Obrigado JESUS por ter me dado a oportunidade de conviver e amar essa mãe por 74 anos da minha vida. AMÉM”, disse o ex-governador.