O vice-prefeito Niuan Ribeiro acompanhado dos secretários municipais de Cultura, Francisco Vuolo e Turismo, Marcelo Pires receberam na última sexta-feira (07) a visita dos advogados fundadores da Associação Cultural Itália Brasil da Calábria (ACIB), Gioacchino Granata e Antônio Vitale que trouxeram uma proposta de parceria entre as prefeituras de Cuiabá e as da Calábria.

De acordo com Antonio Vitale, esse projeto foi pensado por Cuiabá abrigar um número considerável de descendentes italianos. Muitas características se encaixam. “Com essa aproximação facilitará a promoção, desenvolvimento e o aumento de colaboração e integração econômica e produtiva, assim como social e cultural, entre os povos italianos e latino-americanos”, disse.

O vice-prefeito comentou que esse “tratado entre as cidades irmãs”, por ele assim denominado, não poderia vir em melhor hora. “Cuiabá se prepara para seu tricentenário, um parceiro melhor como a Itália não poderia existir. Será a forma de divulgarmos nossas raízes cuiabanas por meio da nossa cultura. Com esse intercâmbio será possível desenvolver a potencialidade daquilo que pode ser comercializado e investido. Uma troca de conhecimentos e novos investimentos” comentou.

O secretário municipal de Cultura, Francisco Vuolo foi bem claro e objetivo ao dizer que nesse primeiro momento, para que essa parceria seja formalizada, se faz necessária a elaboração de ideias simples. Vuolo citou como exemplo o artesanato, produtos regionais que irão servir de modelo entre os dois países. “Com um produto bem feito, as portas se abrem. A Itália é um país maravilhoso, possui uma cultura muito rica”.

Niuan informou que o projeto será apresentado ao prefeito, mas afirmou, de antemão, que irá fazer tudo que for necessário para que essa união se concretize. “Estou muito satisfeito e cheio de esperança. Dessa forma poderemos levar as nossas raízes cuiabanas para todos os cantos, não só do Brasil como do Mundo, além de captar recursos para novos investimentos. Seria um presente para todos os cuiabanos no aniversários dos 300 anos”.

O diretor da Faculdade Faipe, Marcus Crepaldi foi o responsável por fazer esse elo de comunicação. Segundo ele, existe um interesse muito grande, pois iria facilitar o acesso ao intercâmbio. “Levar alunos daqui pra lá e vice-versa para estudar. Ambos só têm a ganhar com essa troca de culturas. Seria uma ótima ferramenta para novos conhecimentos”, frisou.

A Associação Cultural Itália-Brasil foi criada em 2011, tem sede em Régio Calábria e o objetivo de otimizar a cooperação internacional e a promoção de intercâmbios entre a Europa e a América do Sul.

FOTO- SICOM- DAVI VALLE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here