Olhar Direto
O governador Mauro Mendes (DEM) rebateu o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Juares Samaniego, que criticou a audiência pública sobre a implantação do BRT, realizada pelo governo estadual na sexta-feira (7) passada.
O democrata afirmou que não há qualquer fundamento na reclamação de que o debate tenha sido direcionado, com pouco tempo para questionamentos técnicos.
“A audiência foi convocada em tempo hábil, com propaganda em rádio, demos ampla publicidade e seguimos rigorosamente os ritos para uma audiência pública”, afirmou. 

A audiência foi convocada em tempo hábil, com propaganda em rádio, demos ampla publicidade e seguimos rigorosamente os ritos para uma audiência pública

Samaniego, que também preside o Comitê de Análise Técnica para Definição do Modal de Transporte Público da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, a equipe do governo fizeram uma explanação jurídica do VLT de quase uma hora e que os questionamentos técnicos foram só dois minutos.

“O que posso dizer é, estamos pegando o bonde andando e essa discussão tinha que ter sido desde o início e não somente dois minutos para questionar um investimento de R$ 430 milhões. Como o Governo chegou nesse valor, já que não tem o projeto executivo de estudo de viabilidade econômica e financeira?”, pontuou.

Pouco ligando com as reclamações do município, Mauro demonstra que a troca do VLT pelo BRT é decisão irreversível. “Eu não me pauto por conversa fiada”.