O caso ainda está em andamento


Estudo prevê 100 mil mortes por covid-19 no Brasil no mês de abril
MT registra 73 mortes de covid-19 nas últimas 24h; Taxa de ocupação está em 97,68% para UTIs


Uma enfermeira, que teve seu nome preservado, acusa o hospital São Judas Tadeu, localizado no Jardim Califórnia, em Cuiabá, de tirar oxigênio de pacientes com covid-19 e deixá-los morrer na unidade hospitalar. A reclamação veio à tona após a mulher ser demitida da unidade hospitalar, na manhã desta segunda-feira (05.04).

As informações iniciais são que a enfermeira teria acionado a polícia, que foi até ao hospital, para denunciar o caso. Lá, ela informou que foi demitida do hospital e que, por isso, estaria fazendo a denúncia, que é grave.

Diante do caso, ela foi encaminhada a uma delegacia para confecção de boletim de ocorrência. O caso ainda está em andamento.
Procurada, a assessoria de imprensa do Hospital São Judas ainda não se pronunciou. O espaço segue aberto para futuro posicionamento.

De acordo com dados da secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), Mato Grosso registrou até este domingo (03.04), 315.087 pessoas infectadas com Covid-19. Nas últimas 24h, foram identificados 614 novos casos da doença e 73 óbitos.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a covid-19, há 505 internações em UTIs públicas e 500 enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,68% para UTIs adulto e em 57% para enfermarias adulto.