A Danças das Cadeiras Eleições 2018

Arthur Nogueira (Rede Sustentabilidade)
Ex-superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Arthur Nogueira,
Nogueira depois de quatro anos no cargo de superintendente da PRF em Mato Grosso e está licenciado do serviço público para disputar a eleição.
Mauro Mendes (DEM)
Mauro Mendes nasceu em Anápolis (GO) tem 54 anos e três filhos. Ele atua como empresário do ramo de metalurgia em Cuiabá.
O vice da chapa encabeçada por Mauro Mendes é o produtor rural Otaviano Pivetta (PDT), ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, e ex-deputado estadual.
Moisés Franz (PSOL)
O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)
O vice da chapa encabeçada por Moisés Franz é o enfermeiro Vanderley da Guia. Na convenção, a chapa também definiu dois candidatos ao senado: Procurador Mauro e Gilberto Lopes Filho.
Pedro Taques (PSDB)
O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) candidato a reeleição
Para vice-governador a convenção anunciou o nome de Rui Prado, também do PSDB.
Wellington Fagundes
O Partido da República (PR) oficializou a candidatura de Wellington Fagundes é senador por Mato Grosso.
A vice é Sirlei Theis (PV).
Até aqui tudo bem, porem como somos um País onde o vice não é um mero complemento, devemos analisar na escolha dos vices.
Pra Senado só pensa no nome principal e o suplente (vice)?
Esquecemos que os senadores viram Ministros ou Governador,
Presidentes hoje e amanhã?
Deputados Federais, suplentes …
Deputados Estaduais…
Estamos na era que dormimos eleitos e acordamos …
“Eis a questão” ( William Shakespeare)
Nós somos os únicos responsáveis pelo futuro da nação,
Saber escolher analisando caso o vice ou suplente venha assumir o posto.
Não venda o seu voto,
Não vote nulo,
Não vote em branco,
Não vote só na legenda,
Você é responsável por quem se eleger.
Candidatos pense quem cativa tem que cuidar, valorize sua função ,
O Brasil está sangrando pela falta de gestão.
Começam as greves, paralisações e o jogo de empurra, cada hora um fez isso outro fez aquilo. Demagogia sem fundamento.
Vote consciente, nessa dança das cadeiras, que sobrará?
pesquisas e créditos: click nova olímpia; Silvana Brunini