Primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Botelho (DEM) reconheceu, em conversa com jornalista, que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) é um bom nome e bom ‘adversário’ para o governador Mauro Mendes (DEM), por enquanto, em suposta disputa à Governadoria em 2022.

A declaração ocorreu quando Botelho comentava sobre a possibilidade do prefeito cuiabano disputar o comando do Palácio Paiaguás. E ainda que caminhe no campo das possibilidades – tanto a candidatura de Pinheiro quanto a reeleição de Mendes – Botelho aposta que o prefeito emedebista não tenha a coragem de abandonar a gestão municipal e encabeçar uma eventual disputa em 2022.

“Eu acho que o Emanuel é um forte candidato, mas acredito que ele não deixaria a prefeitura. Ele está fazendo uma boa gestão e não deveria deixar a gestão’, disse.

Quanto à reeleição de Mendes, mesmo que o democrata evite falar sobre esta possibilidade, analistas políticos apostam nas estratégias de Mendes para buscar um segundo mandato. Tese que ganha força quando se observa o último projeto lançado pelo governo, o “Programa Mais MT”, que prevê investimentos de R$ 9,5 bilhões em todas as áreas e, sobretudo, em todo o Estado

O pacotão de obras foi anunciado como “o maior programa de investimentos da história de Mato Grosso” a ser executado nos próximos 2 anos. De outro lado, Emanuel vem desenvolvendo ações, as quais ele classifica como ‘inovadoras’ à frente da Prefeitura de Cuiabá.

Entre elas, a construção da Avenida Contorno Leste com 17,3 quilômetros que ligará o Distrito Industrial até a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251).

Senado

Já em relação ao seu projeto eleitoral, Botelho diz que está trabalhando para a reeleição, porém, não descarta disputar o Senado Federal. “Sou candidato a reeleição, mas como eu sempre digo, né? Vamos definir lá na frente, existe essa possibilidade de disputar o senado, mas não estou com esse foco, meu foco é estadual”, disse.

Mendes já faz campanha 

Assessoria

k

 Mendes reúne em eventos líderes de vários partido até os que são considerados mais à esquerda como o PT

O governador Mauro Mendes demonstrou que deseja manter uma boa realação com todos os políticos, independente da coloração partidária.

Mesmo sem fazer qualquer declaração sobre a reeleição, Mauro escolheu a semana que passou para inaugurar diversas obras, firmar parceriais para outras e se comprometer em lançar novos hospitais regionais.

Prefeitos, vereadores, deputados da base e, igualmente, aqueles que estão um pouco mais afastados do grupo na Assembleia e no Congresso[bancada de Mato Grosso], além de outras lideranças, vêm sendo, sistematicamente, convidadas para participar dos eventos de entrega de obras do governador.  Boa prova disto, que em recentes eventos estavam presentes desde líderes de seu partido, como um dos caciques do DEM, senador Jayme Campos até a à deputada federal petista, Prodessora Rosa Neide.