O presidente Jair Bolsonaro, participa da solenidade de assinatura da medida provisória da liberdade econômica.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve em São Luís neste domingo (23), para a entrega de 600 mil testes rápidos de Covid-19. A medida foi uma das anunciadas pela pasta no sábado (22), para conter a variante indiana do coronavírus (B.1.617) no país, após a confirmação dos primeiros casos no Maranhão.

Na chegada a capital maranhense, o ministro foi recepcionado no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado por Carlos Lula, secretário estadual de Saúde e presidente do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde); Eduardo Braide (Podemos), prefeito de São Luís e Joel Nunes, secretário municipal de Saúde.

Na ocasião, Queiroga anunciou que o Maranhão deve receber, aproximadamente, 300 mil novas doses de vacinas contra a Covid-19, 5% a mais do que estava previsto inicialmente pelo Plano Nacional de Imunização. Todas as doses serão destinadas para a Grande Ilha de São Luís.

Segundo o ministro, o pedido foi feito pelo prefeito de São Luís, Eduardo Braide e o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, devido a confirmação dos casos da variante na região e deve ampliar a cobertura de vacinas na Grande Ilha de São Luís.

“E nós todos estamos atentos a variante indiana, para que essa variante não tenha transmissão comunitária. Como o prefeito falou, hoje e ontem com o secretário Joel [de São Luís], ele fez um pleito muito justo de ampliar a cobertura de vacinas na Grande Ilha e foi acatado pelo Programa Nacional de Imunização. Nós teremos 5% a mais de vacinas, isso aproximadamente 300 mil doses nesse primeiro momento”, anunciou Queiroga.