O ex-governador e ex-prefeito de Cuiabá Frederico Campos, de 93 anos, morreu na madrugada desta segunda (1º), vítima da Covid-19.

Ele estava internado em uma UTI do Hospital Amecor há nove dias por complicações da doença.

A internação foi recomendada por conta da idade avançada do ex-político e o quadro era considerado estavél.

Frederico chegou a receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19 antes de ser internado. Porém, o processo de imunização só acontece após a aplicação da segunda dose.

O ex-governador era sobrinho do general Dilermando Gomes Monteiro e foi nomeado pelo então governador Pedro Pedrossian, cumprindo mandato entre 1967 e 1969.

Ele também ocupou cargo de secretário de obras durante o governo de Garcia Neto, ente 1975 e 1978. Ele foi o segundo governador do Estado, após a divisão com Mato Grosso do Sul, em 1977.

Frederico Campos ainda foi o primeiro indicado como governador de Mato Grosso, em 1978, pelo ex-presidente Ernesto Geisel, sendo o segundo a ocupar o Governo após divisão do Estado com Mato Grosso do Sul.

Luto oficial

O governador Mauro Mendes (DEM) informou por meio de nota que irá decretar luto oficial de três dias, que será publicado no Diário Oficial do Estado ainda desta segunda-feira (1º).

Para o governador e a primeira-dama Virginia Mendes, Frederico deixa um legado na política e na história de Mato Grosso.

“É com grande tristeza que recebemos a notícia da morte do ex-governador Frederico Campos. Mesmo sem cargos públicos, nos últimos anos, nunca se afastou da política e sempre tinha um conselho, uma orientação, para aqueles que estavam começando. Eu e minha esposa desejamos força neste momento de luto à toda família e que Deus possa abençoa-lo e recebe-lo de braços abertos”, desejaram Mauro e Virginia Mendes.