O deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), de 54 anos, morreu na tarde deste sábado (13), vítima da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Amecor, em Cuiabá.

A confirmação foi feita pelo deputado estadual Eduardo Botelho (DEM). “Infelizmente, perdemos nosso amigo”, disse.

Favero teve uma piora em seu estado após uma infecção por causa da Covid. Segundo o médico da Assembleia Legislativa, Carlos Augusto Carretoni, Favero teve uma “instabilidade hemodinâmica” e a situação era irreversível.

Nas redes sociais, os parlamentares lamentaram a perda. A deputada Janaina Riva (MDB) disse que Favero era um dos “mais atuantes” da Casa.

“É com essa alegria e sorriso no rosto que vamos lembrar de você, nosso amigo Silvio. Um servidor que no seu primeiro mandato Assembleia foi um dos deputados mais atuantes do parlamento, sempre firme nos seus posicionamentos, comprometido com seus ideais e dedicado ao povo mato-grossense”, disse.

Já Lúdio Cabral (PT) citou o humor do colega. “O bom humor e a espontaneidade eram sua marca registrada. E mesmo com as diferenças ideológicas, muitas pautas nos uniram. Nossa solidariedade à família e aos amigos”, disse.

Biografia

Silvio Antonio Fávero era natural de Umuarama-PR, nasceu em 31 de agosto de 1966. Era casado, três filhos, advogado, empresário e produtor rural.

Foi vice-prefeito da cidade de Lucas do Rio Verde-MT.

Foi eleito deputado estadual com 12.059 votos válidos.

Era filiado ao Partido Social Liberal (PSL) e defensor ferrenho do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Nos primeiros meses de mandato, o parlamentar O parlamentar foi atacado por um cachorro enquanto assistia a um torneio de futebol em Lucas do Rio Verde. Ele chegou a perder o movimento da pálpebra.